“Canção de Outono” no seu player favorito

Já conhece o álbum Canção de Outono?

O álbum “Canção de Outono” está disponível em outras opções de players de música. Antes disponível apenas no iTunes, agora o CD também pode ser ouvido nos apps Deezer, Spotify, Google Play e Groove.

Acesse o seu app favorito e conheça:

SPOTIFY   |  DEEZER  |  ITUNES  |  GROOVE  |  GOOGLE PLAY

Aproveitando o recado, deixo o texto de apresentação do álbum “Canção de Outono”, escrito pelo querido professor Sidney Molina:

“Compositor, arranjador e guitarrista, Jorge Ervolini fecha seu álbum de estréia com um samba. Mas desse samba emerge naturalmente – não como colagem, mas como consequência estranhamente natural – a Invenção a duas vozes em dó maior de Bach.Um outro exemplo: Stella by Starlight é evocada na introdução de “Balada pra ela”, mas o standard é acolhido como um momento especial da música instrumental brasileira, parecenCapa do Álbum Canção de Outonodo derivar dela mais do que antecipar seus caminhos. Só uma sólida formação pode permitir que escrita, improvisação e execução estejam tão integradas: Jorge não escreve nada que não pudesse improvisar, e nem improvisa nada que não pudesse escrever. Improviso e escrita são, para ele, o que sempre deveriam ser: caminhos possíveis e necessários para toda música, ofertas que músicos do presente continuam a receber das “histórias da música” do passado.E o time musical que o acompanha – com destaque para o pianista Ogair Júnior, o baixista Robertinho Carvalho e o baterista Alexandre Damasceno, além dos ilustres convidados (basta citar Proveta…) – amplifica, energiza e orquestra o diálogo camerístico, previsto para acontecer de forma  cuidadosamente diferente em cada faixa.Se a música de Ervolini é paulista em sua busca “barroca” de refinamento e metalinguagem, sua inspiração parece um pouco mineira (“Peixe Vivo”?), respeitadora das coisas simples, sempre atenta às sonoridades que surgem do interior do Brasil. Jorge Ervolini parece colher cada minuto de seu disco, e a delicadeza de sua música aceita sem medo os caminhos sem volta do outono, como se só eles pudessem revelar os segredos da alegria.” (Sidney Molina)

 

Deixe uma resposta